terça-feira, 14 de outubro de 2014

A Luz da Cura Reconectiva

Não precisamos de nos proteger da energia negativa. Temos simplesmente de nos lembrar de quem somos. Recordarmo-nos que somos a Luz, e quando o reconhecemos e vibramos a esse nível, compreendemos que o mal e a escuridão não existem. Eu não acredito no mal. Eu acredito no belo e acredito no feio, e em muitas outras coisas pelo meio. Acredito em maneiras agradáveis de aprendermos as nossas lições e em maneiras muito desagradáveis de aprendermos as nossas lições e, mais uma vez, em várias coisas pelo meio. Se a escuridão existisse por si própria, então seríamos capazes de entrar em qualquer sala escura, varrê-la para dentro de um saco de papel e deitá-la fora com o resto do lixo. Escuridão é simplesmente a ausência de Luz, freqüentemente um reflexo da nossa própria ausência de Luz (...) e quando interagimos com outra pessoa vibrando nessa freqüência de Luz, essa pessoa tem a oportunidade de se recordar de quem é, e vibrar nessa freqüência de saúde. E qualquer desafio de saúde que seja mais denso do que a Luz, que é o mesmo que dizer, todos os desafios de saúde, simplesmente desaparecem. A cura é tão fácil quanto isso. O que se torna difícil é toda a mistificação em que a mergulhamos. Não precisamos de repelir ou proteger-nos da energia negativa. Precisamos apenas de ser a Luz. Porque nada pode acontecer que prejudique a Luz. A Luz é simplesmente aquilo que somos na nossa essência e o que nos dá vida. A nossa própria presença torna-se o catalisador da cura, em vez de sermos aquele que tenta forçá-la através de qualquer método ou meio externo."

Dr. Eric Pearl



Nenhum comentário:

Postar um comentário