sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O que é Cura?





Hoje em dia muitas pessoas procuram entender porque ficam doentes, outras nem se preocupam com isso, apenas vivem e trocam de médicos e medicamentos, aplacam seus sintomas, curam as manifestações de doença que acorrem com elas e seguem em frente com a vida. Mais a frente novamente doente e tudo recomeça.

Será que realmente nascemos e com o tempo temos que ficar doentes e morrer?
Será que existe algo diferente disso?
Posso melhorar minha vida e ter menos doenças?
Posso amenizar os efeitos da minha herança genética ou estou condenado a viver e manifestar os presentes genéticos que ganho ao nascer?
Sou como um carro que tem que fazer uma manutenção e quando fica velho é trocado por um carro zero?

Hoje no ano que fazemos 50 anos, depois de uma trajetória de erros e acertos buscando algumas coisas como:
·        A vida ideal
·        A saúde perfeita
·        O trabalho que traz satisfação
·        Os amigos que são adequados
·        A casa dos sonhos
·        O dinheiro suficiente para realizar o que queremos
·        O lazer constante em nossas vidas
·        As viagens de nossos sonhos
·        O par perfeito


Tudo isso está fora de nós, não somos isso.
Descobrimos que tudo isso faz parte de estar bem e ao mesmo tempo nada faz, na medida em que reconhecemos o que somos em essência e trazemos dentro de nós tudo que precisamos para estarmos saudáveis, pois na realidade somos seres saudáveis. Pelas circunstâncias da vida nos deixamos levar pela correnteza e recolhemos crenças que estão no mundo a nossa volta ao invés de olhar e perceber o nosso verdadeiro fluxo. Em nosso jardim existem flores que não conhecemos, mas temos que estar disponíveis para ver e buscar novas formas de encontrar a tão almejada felicidade.


O que precisamos para chegar a esse ponto?

Primeiro aceitar a dor como amiga, alguma parte de nós nos envia uma carta que não queremos receber essa parte se recente e dói. Se conseguirmos sentir os desconfortos emocionais que estão acompanhando a nossa dor podemos lembrar que primeiro veio o desconforto, depois a dor. Vamos começar a ouvir, sentir, ver, degustar a vida que pulsa em nós. Nesse ponto vocês podem se perguntar: - Mas não consigo, não dá tempo, como faço isso? Primeiro terá que escutar a dor, depois com o tempo virá o coração antes da dor e a dor não terá lugar onde existe satisfação. O outro caminho é realmente se reconectar com a nossa essência, esse é o objetivo do fluxo, levar-nos de volta a fonte.

A saúde é uma conquista, não veio pronta em nosso DNA, podemos conquistar e até mesmo modificar esse DNA com novas programações. Já somos o que queremos ser, temos que aprender a manifestar, a realizar esses potenciais que temos dentro de nós. Nos vendem formas pela TV, internet e outros veículos de comunicação.  Hoje começaram a apelar a esse modelo, nos vendem coisas incluindo essa pessoalidade.

Podemos fazer escolhas, criar caminhos, são várias as possibilidade de reencontrar o fluxo de nossa existência. Como diz Dr. Eric Pearl ( Mestre em Cura Reconectiva e Reconexão) nos seminários que participa pelo mundo: “A Sabedoria está em perceber, em perceber está à sabedoria. Vocês já são o que querem, precisam aprender a perceber isso, assim realizar essa plenitude em suas vidas.”

Reconectando o Ser conseguimos viver o que já somos.

ANO NOVO, VIDA NOVA, CURE-SE, RECONECTE-SE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário