sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

ENTREVISTA A ERIC PEARL.MP4

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

RECONECTANDO NOSSAS CORDAS AO UNIVERSO

Nosso encontro com as frequências de energia se deu em um lugar paradisíaco chamado Búzios no Estado do Rio de Janeiro, onde éramos alunos de um curso de Terapia e Auto Organização Integral, quando numa noite de descanso fomos apresentandos a um filme. Na verdade fiquei muito curiosa quando no filme apareceu um homem, que utlizava uma determinada frequência energética e as pessoas que recebiam eram curadas de males de forma espantosa, o nome dele é Dr. Eric Pearl.
Quando o curso acabou e cheguei em casa começei a pesquisar quem era, como fazia e se haviam possibilidades de eu entrar em contato com essas frequências. Obtive informações a respeito e logo estaria em contato com elas através do Rogélio que se interessou e começou a praticar , como Eric dizia que era possível, e a viagem se iniciou.
Rapidamente os resultados apareceram nas pessoas que se submetiam a aplicação das frêquencias e mais curiosos ficávamos. O auge da minha curiosidade se deu quando eu estava em Campinas fazendo um curso de Hipnose Erickssoniana com Betty Ericksson e Stephen Paul Adler. Uma pessoa estava com problemas sérios nas cordas vocais, perguntei se ela gostaria de receber uma Cura Reconectiva a distância, após as aplicações ela melhorou muito. O Rogélio já estava convencido de que as frêquencias eram eficazes mas eu cofesso que somente nesse momento eu acreditei nisso. Resolvemos então ir a busca da informação direto na fonte, com o Dr Eric em pessoa, e este ano em setembro fomos a Bogotá onde ele estaria ministrando um curso sobre a Cura Reconectiva e a Reconexão.
A experiência foi maravilhosa. Um homem de palavras diretas e claras estava ali na minha frente falando sobre as frêquencias para mais de mil pessoas na palestra inaugural. Entre crenças de todos os tipos ele com maestria tornava claro que sem condições prévias, qualquer ser humano poderia ser beneficiado por essas frênquencias.Percebi então que estava vivendo um momento importante da história da humanidade , onde todos passamos de terapêutas à curadores, de pacientes à agentes importantes do nosso destino, e isso só dependeria das nossas escolhas.
Claro que existem técnicas que complementam esse trabalho dando forma as ações que iremos tomar após estarmos alinhados energéticamente, mas em todo o meu trajeto de pesquisas e prática com técnicas energéticas eu nunca havia tido contato com algo tão poderosamente transformador.
A transformação é profunda e quase imediata, também é sem garantias o Universo age de acordo com o fluxo essencial de cada um de nós.
Hoje os caminhos que percorremos, bebendo de várias fontes, se unem e se apoiam tornando a nossa missão de vida completamente alinhada as nossas crenças.
Somos seres únicos e unidos a fonte de TUDO, Os conceitos e as palavras que aqui uso podem nos dar uma idéia ,uma imagem ,e somente a experiência de estar VIVO e estar PRESENTE pode nos fazer sentir o que jamais poderá ser descrito em palavras. Os julgamentos são as nossas reais prisões, o desapego e a entrega à VIDA a nossa liberdade.
A Reconexão que é operada pelas frêquencias nos coloca de frente para o nosso poder e diferente de outras técnicas é feita somente uma única vez na vida. Não é dada a chance em doses multiplas, é somente uma vez .
Eu e o Rogélio percebemos o quanto valeu a pena estarmos vivos para experimentarmos em corpo físico a sensação de estarmos reconectados a nossa verdadeira essência.

Depoimento da Maria Lucia minha esposa e companheira nessa jornada

RECONECTE-SE!



DEPOIMENTO DE MINHA ESPOSA E COMPANHEIRA, SOBRE A NOSSA VIAGEM E O APRENDIZADO EM CURA RECONECTIVA E RECONEXÃO

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

O CONCEITO DO "EU"

Palestra proferida pelo Prof. Anil Kumar



Conversa sobre o Tema ‘Eu’

11 de Otubro de 2009



OM…OM…OM…

Sai Ram

Com Pranams aos Pés de Lótus de Bhagavan,



Queridos Irmãos e Irmãs,





CONCEITO DE 'Eu'

Meus agradecimentos a Swami por tornar este satsang possível, e agradeço a todos por estarem aqui esta manhã. Hoje gostaria de falar sobre o assunto: “eu”. Parece ser um pouco estranho que deva falar sobre “eu”. Sabemos o que "eu" significa – as simples letras “e” e 'u'. Todo mundo começa a fazer uso desta palavra “eu” desde a infância. Desde o berço, quando a criança começa a falar, a primeira coisa é esta identidade com o “eu”. Gostaria de falar sobre este assunto "eu", sob o ponto de vista espiritual, para mostrar como ele vai nos ajudar com nosso progresso espiritual, e como podemos avançar por este caminho espiritual.

Meus amigos, costumo dizer que nasci no ano de 1942, em 25 de outubro. O que quero dizer com isso? A data de nascimento indica o nascimento do corpo. Portanto, quando digo que nasci nesse ano, isso significa que este "eu" é o corpo, este "eu”-ismo é com referência ao corpo. No entanto, posso dizer que às vezes "Eu sou um indiano, que se relaciona com a geografia do lugar onde moro. Posso me referir a minha posição, ou posso me referir a minha qualificação, meu nascimento, ou a minha língua. Todas essas coisas que envolvem esse "eu". Este "eu”-ismo estabelece sobre a minha identidade que sou, como me apresento a você, o que sou e o que defendo. Esse "eu" - o que nasce e o que vai morrer um dia - é o mesmo "eu" que é cheio de raiva, por vezes, cheio de doçura, ou cheio de serenidade. E é o "eu" que goza de todos os tipos de prazeres e sofre todos os tipos de dor. É esse "eu" que tem todos os tipos de desejos, que se sente muito feliz quando eles são cumpridos e se sente muito infeliz quando não são cumpridos.

O ignorante ou O FALSO 'Eu'

Este é o "eu" que conhecemos. Este é o "eu" com o qual nos identificamos; é o "eu" que é muito comum para nós, e este é o "eu" que é facilmente compreensível. Em outras palavras: o que nasce, o que morre, o que tem prazer, o que tem dor, o que tem vontade, e que tem raiva. . . todas essas dualidades constituem o “eu”, que consiste da identidade pessoal. Meus amigos, este é o “eu” universalmente conhecido em todo o mundo. Desde a infância até a velhice, o homem está familiarizado com o que o “eu” é.


Isso chamaria de externo "eu" ou o “eu” comum, que não é real. Esse "eu" - que penso em relação ao meu corpo, que penso com referência à minha mente e como me projeto com referência ao meu intelecto, é toda a ignorância. Assim, o conceito de "eu" ou a idéia do 'Eu' exterior fala de e representa a ignorância e a falta de consciência. Enquanto penso que este é quem eu sou - o que nasce, aquele que vai morrer, o que gosta, aquele que sofre -, então esse falso "eu" é e será a causa do nascimento e do renascimento.


Por que vou nascer de novo e de novo? A causa é a ignorância. O que é a ignorância? A ignorância não é nada, mas a identificação com o falso "eu". Este é o primeiro ponto que gostaria de chamar a vossa atenção para esta manhã. A causa para o nascimento e renascimento é a ignorância. A ignorância não é nada senão o 'falso' eu, e o falso "eu" nada mais é do que aquele que nasce, aquele que morre e aquele que passa por experiências duais, polaridades opostas, e as contradições da vida.

O VERDADEIRO 'EU'

Mas a espiritualidade fala de um outro "eu", que é diametralmente oposto a este 'eu' exterior. Este 'eu' espiritual é o verdadeiro “eu”, enquanto o "Eu" de que falei, o "eu" que cada um de nós se refere na comunidade, é o falso "eu". É irreal. O verdadeiro “eu” é contínuo, eterno, e nunca nasce e, portanto, nunca morrerá. O que nasce é certo que morrerá, e dizem as escrituras (ou seja, o Bhagavad Gita) "aquele que morre deve nascer de novo". Por isso, é uma questão de nascimento e renascimento.

Mas o verdadeiro “eu” não tem nascimento e renascimento, é eterno, imortal e contínuo. O verdadeiro “eu” está além do corpo e não tem nada a ver com o corpo. O corpo nasce, cresce, e depois desaparece. Mas o verdadeiro 'eu' está fora do corpo. O verdadeiro "eu" está além da mente, mas também porque a mente é, por vezes, imatura, mas em outras vezes, pode ser madura. A mente pode ser, por vezes bastante aguçada, mas depois a mente pode perder o seu poder de memória. O poder da recapitulação e o poder de lembrar podem desaparecer com o avanço da idade.



Assim, o "eu" real está além da mente. Ele está além dos sentidos. Os sentidos são muito poderosos, mas depois eles podem não ser tão poderosos quanto antes. Portanto, há outro “eu”, o verdadeiro “eu”, que está além do corpo, além da mente, além dos sentidos, e além do intelecto. Não tem nenhum nascimento e nenhuma morte, mas é eterno, imortal e contínuo. Este é o verdadeiro “eu”. É a consciência. Porque quando tenho consciência do meu 'eu' real, nunca mais terei qualquer nascimento ou renascimento. Assim, a ignorância é a causa para o nascimento e o renascimento, devido à identificação com o corpo. Com esta consciência do 'eu' real, você nunca terá que entrar novamente na terra, você não tem que nascer de novo.

Portanto, meus amigos, a espiritualidade é uma experiência, é uma investigação e é um caminho da inquirição para encontrar o verdadeiro "eu" em oposição ao falso “eu”. Enquanto me movo com essa noção de falso “eu”, sou mundano, sou físico, sou psicológico, sou intelectual, e sou um sucesso ou um fracasso. Mas o verdadeiro “eu” é puramente espiritual e pode ser conhecido pela intuição. A intuição pode ser experimentada pela inquirição, com a consciência - sem sonhos de forma alguma. O verdadeiro “eu” não é sonhador.

O Propósito da vida humana

Você pode fazer-me uma pergunta: "O que obtenho por esse conhecimento? Por quê? Qual é a vantagem em conhecer o “eu” real?

A vantagem é que você não terá medo da morte. A maioria de nós convive com o medo da morte. Mas se você conhece o “eu” real, o qual não tem nascimento de forma alguma, o que não vai morrer, e que continua como um fluxo, você não terá medo da morte. Você será destemido, e você será corajoso. A identificação com o falso "eu" fará com que você enfrente todos os tipos de solavancos e saltos na vida, mas a consciência vai mantê-lo equânime e equilibrado. Ela irá mantê-lo calmo e feliz em todos os momentos. Portanto, a longo prazo, é necessário conhecer esse verdadeiro “eu”.


Outro ponto que gostaria de enfatizar é o seguinte: todos os outros seres vivos, sejam eles plantas ou animais, não têm oportunidade de conhecer o seu "eu" real porque as plantas e os animais não têm mente. Eles não podem investigar, não pode explorar, eles não podem experimentar, e eles não podem saber. Portanto, eles não podem conhecer o verdadeiro “eu”. É apenas ao ser humano, que é dada a oportunidade de conhecer o verdadeiro “eu”. Portanto, o objetivo da vida humana é conhecer o verdadeiro “eu”. Gastamos toda nossa vida nessa identificação com o falso "eu", em relação ao nosso corpo, mente, sentidos, intelecto, e assim por diante. Não é digno dos seres humanos, o levar uma vida de animal. Para ser humano, deve-se conhecer o verdadeiro “eu”. O que é isso? Esse é o propósito da vida; esse é o objetivo da vida.

A CAUSA DA IGNORÂNCIA é A ilusão

Então pode começar a se perguntar: "Por que esse conflito? Como é que não conheço o verdadeiro “eu”? Por que me conduzo pelo falso "eu"? Por que sempre acho que sou somente o falso "eu"? Por que não conheço o verdadeiro “eu”? Por quê"?


A razão é a ilusão. As pessoas falam de ilusão ou maya. Você pergunta a alguém e eles dizem: "Maya, maya maya." O que é maya? É uma ilusão. Ilusão ou maya, é pensar que você é o que não é. Pensar que você é o corpo é uma ilusão, porque você não é o corpo. Pensar que você é a mente é uma ilusão. Pensar que você é o intelecto é uma ilusão. A ilusão significa pensar que você é aquilo que não é. Você se identifica com tudo, e isso é tudo ilusão. Você é realmente o verdadeiro “eu”.

Qual é a causa para essa ilusão? Por que estou enganado? Por que acredito nessa ilusão? Por que estou sob a influência de maya? É por causa da mente. É a mente que é a causa de toda esta ilusão, porque a mente está sempre voltada para fora. A mente é externa, a mente é mundana, a mente é contraditória, e a mente é dual. Portanto, ela é a causa da ilusão.


Portanto, meus amigos, temos uma escolha. Uma é a escravidão, e a outra é a liberação. A escravidão significa nascimento e renascimento, e a liberação significa não-nascimento, imortalidade. O que você escolha entre os dois? Você escolhe a escravidão ou a liberação? Se você deixar este mundo com a consciência do “eu” real é libertação. Você não terá que renascer de novo. Se você deixar o mundo sem essa consciência do “eu” real, então é escravidão, e você vai ter que nascer de novo e de novo.


É como um aluno que tem que aparecer para fazer exames novamente e, novamente, até que ele passe. Se ele falhar, ele deve aparecer novamente. Se ele falhar novamente, ele tem que ressurgir e tomar uma série de chances, até que ele seja aprovado no exame. Da mesma forma, até que conheçamos o “eu” real, temos que nascer de novo e de novo. Esta é a essência do Sanathana Dharma. Este é o resumo do Sanathana Dharma. Portanto, a escolha é dada ao homem, quer para ser apanhado na teia da escravidão ou ser livre como um pássaro - totalmente liberado. Esta tem sido a escolha para a humanidade desde tempos imemoriais.

Então como é que essa consciência - ou o verdadeiro "eu" - refletem? Como ela responde? Como ele reagiu? Como é que interagem? Sabemos como o falso "eu" age e interage. O falso "eu" vive sempre no orgulho, na inveja, na pompa, na exibição, na especialidade, na originalidade, na dominação e na superioridade. Oh, uma série de coisas pode ser dita sobre o falso “eu”, porque a maioria de nós vive nessa área. A vida é mal cheirosa com este falso "eu". Mas como age o verdadeiro “eu”? Como ele reage? Um homem de consciência ou de verdadeiro “eu” vai considerar tudo Divino. O mundo não está separado dele. Todas as criaturas vivas e toda a criação não estão separadas dele. Tudo é uma totalidade, é a unidade, só a unidade, só Um.


"Eu não estou separado de você, e você não está separado de mim. As plantas não estão separadas de mim, e os animais não estão separados de mim. Todo o universo é Divino, nada mais do que divino”. Essa é a expressão. Essa é a reação. Essa é a relação. Esse é o entendimento, e essa é a resposta de um homem com a consciência do "eu" verdadeiro. Não vale a pena sabe-lo? Não vale a pena inquiri-lo? Não vale a pena? Tendo nascido como um ser humano, não devemos conhecer o verdadeiro “eu”? Então, nós temos que morrer para este falso “eu”, no qual temos vivido ao longo de décadas e décadas.


Agora vamos entender algumas coisas aqui. A primeira coisa é conhecer o verdadeiro “eu”. Então não me deixe misturar com aqueles que subestimam a vida, que negligenciam a vida, que me desonram, e quem me desrespeita. Isso me proporciona uma baixa estima de mim mesmo. Não, não me deixe ficar nessa companhia, porque a vida começa com auto-respeito. Deveria saber como me respeitar. Quando me respeito, respeitarei você. Fora desta auto-estima nasce a auto-confiança. . . um homem de auto-respeito só pode ser confiável. Um homem sem auto-estima nunca pode ser autoconfiante. Autoconfiança é a chave para o sucesso. Seja o falso "eu" ou o verdadeiro "eu", a confiança é essencial. Portanto, meus amigos, estejamos na companhia de quem amamos. Estejamos na companhia daqueles que praticam a cooperação mútua, que mostram uma reverência mútua e respeito mútuo - e não o contrário.

A outra maneira de estar mais perto do “eu” interior é não esquecer nosso sadhana diário, ou prática espiritual. Deixe-nos passar algum tempo, como Sadhu Vaswani disse: "Deixe que cada um de nós passe algum tempo conosco mesmos, um momento de silêncio, um momento de meditação, algum tempo exclusivamente para a nossa própria auto-investigação". Isso é o que Sadhu Vaswani sempre enfatizou. É um conselho muito bom. Passamos o tempo todo com nossa família. Passamos o tempo todo com nossos amigos, então não temos tempo para nós mesmos. Então, algum tempo para uma investigação, algum tempo de silêncio, e algum tempo para a meditação nos levará cada vez mais perto do “eu” real. Quando aumenta nossa auto-indagação, e os dias vão passando, o “eu” real se manifestará. O “eu” real florescerá, o “eu” real se manifestará, os projetos do “eu” real e o “eu” real dar-lhe-a a totalidade da realidade existencial. Ele dá a experiência da unidade da Divindade. Isso é o que se requer hoje.



Obstáculos no caminho do conhecimento dO VERDADEIRO 'EU”'

No entanto, neste processo de conhecer o verdadeiro “eu”, temos alguns obstáculos. Temos tantos bloqueios, tantas interferências de tipos diferentes. Temos alguns velhos hábitos; esses são os hábitos que não são cultivados hoje, durante esta vida, senão velhos hábitos de nossa vida anterior. Os velhos hábitos da vida anterior voltam para nós na forma de impulsos. Estas são as marcas de velhos hábitos da vida anterior. Estes vasanas sugerem pensamentos, logo os pensamentos levam à ações e as ações leva-nos à escravidão ou à libertação. As ações podem ser pecaminosas ou meritórias. Portanto, a única razão para que tenhamos obstáculos na senda até a percepção se deve aos vasanas, ou os hábitos de nossa vida anterior.

Outra razão é que há muito apego ao corpo e muita consciência corporal. O corpo pode não estar saudável. Um corpo saudável pensa que a vida é apenas o corpo, enquanto um corpo enfermo está sempre reclamando, é sempre relutante, e está sempre se queixando por causa da doença. Assim, as razões físicas também são obstáculos para a experiência do verdadeiro “eu”.

A terceira razão é a nossa fraqueza mental. A maioria de nós vive na mente, a maioria de nós é da mente. Quando você é da mente, quando você está na mente, e quando você funciona através da mente, torna-se um obstáculo muito grande. Portanto, os hábitos da idade, os obstáculos físicos e mentais ou obstáculos psicológicos vêm em nosso caminho para atrapalhar a experiência ou a consciência do “eu” real.

Práticas para reduzir a miséria

Então o que devo fazer? Duas coisas são ditas e prescritas. Em primeiro lugar, desenvolva um interesse em relação ao “eu” real, um profundo interesse, um entusiasmo, um alerta, uma vigília, uma ânsia de conhecer o verdadeiro “eu”. Tenha um interesse tal que você esteja sempre o considerando como da mais alta prioridade na sua vida.


"O que você quer?"


"Quero conhecer o verdadeiro ”eu"”.


Ele deve estar no topo da lista de prioridades. Isso é chamado de tapas, ou penitência. Tapas é o empenho em conhecer o verdadeiro “eu”. Nada mais, nada menos do que isso! Ser tão entusiasmado com a experiência interior do “eu” é tapas, ou penitência. A segunda coisa é Consciência Integrada Constante - alcançar esse conhecimento do Si Mesmo, essa experiência do Si Mesmo. Não é suficiente você ter interesse; é a experiência do Si Mesmo que você deve ter. Não é suficiente se você estiver ansioso e entusiamado, mas é necessário que você tenha o conhecimento do Si Mesmo. Trata-se do Atma Vidya, ou conhecimento do Si Mesmo. Portanto, meus amigos, duas coisas são muito essenciais na vida: uma é tapas ou avidez por conhecimento, e o outro é o conhecimento ou a experiência real do Si Mesmo Supremo, ou “eu” real. Este é chamado Brahma-vidya ou Atma-vidya.

Devemos compreender também um outro ponto: desde o início, o homem é miserável. Sim, ele pode ter lampejos de felicidade. Ele poderia dizer: "Serei feliz se tiver um apartamento". Ele pode pensar: "Vou ser feliz se possuir um carro". Ele pode pensar que vai ser feliz se ele tiver uma bela esposa. Ele pode pensar que vai ser feliz se tiver uma boa conta bancária. No entanto, estes são apenas lampejos de felicidade ou de prazer; basicamente ele é miserável, insatisfeito, descontente. Portanto, qual é a causa para a miséria? Vamos entender isso.

Todas as religiões - Cristianismo, Islamismo, Hinduísmo, Judaísmo, Jainismo, Budismo, Confucionismo - seja qual for a religião, seja qual for a escola de filosofia, se apresenta com uma solução para um problema comum - o problema da miséria. A vida é cheia de miséria. Por favor, entenda. Não quero dizer que não estamos felizes. Quero dizer, só temos vislumbres de prazer, lampejos de felicidade. Não temos um estado contínuo de felicidade, ou a felicidade eterna. Não, só temos vislumbres.



Qual é a causa para esta miséria? Por quê? Fazemos isso e aquilo. Algumas pessoas dizem: "Vá para o templo, e você vai sair da miséria." Ah, que bom! A maioria das pessoas que vão ao templo é mais infeliz do que aqueles que não vão! Algumas pessoas dizem: "faça jejum". Por meio do jejum, vamos sair da miséria? Então, todas essas sugestões para sair da miséria não nos ajudarão. Não! Estou mais do que certo sobre isso.

Por quê? A causa do sofrimento está dentro de você. Outros dão soluções que estão todas do lado de fora. As soluções são externas, no entanto o problema está dentro. O problema da miséria está lá no fundo, mas as soluções sugeridas são apenas externas ou do lado de fora. Como você espera que as soluções que são exteriores ou externas resolvam o problema da miséria, que está dentro? Portanto, meus amigos, temos de compreender que as causas da miséria estão dentro de nós, e não fora. Elas estão no interior.

A Solução para todas as MISERias

Certo! Você pode saber a causa que está dentro de você, e uma vez que você saiba isso, como você reage às diferentes situações na vida? Quando são suficientemente afortunados, quando vocês estiverem com sorte, quando os tempos são favoráveis a vocês, serão muito gratos a Deus. "Deus, Vós me destes isto, e estou feliz". Então, vocês serão gratos a Deus. Mas quando vocês estão sem sorte, quando vocês estão infelizes, quando as coisas lhes são negadas, quando tudo se torna negativo nas suas vidas, vocês dirão: "Oh, Deus! Vós tendes tirado de mim o que nos destes".


Eu sou rico, sim. . . bom. Perdi toda a minha propriedade. . . bom. Igualmente bom! Porque toda a propriedade é Sua (de Deus), e a propriedade Lhe foi restituida. Então, tudo o que tenho foi levado embora, porque ela pertence a Vós, não é meu.

Tenho uma posição; Vós tendes me abençoado com uma posição. Amanhã, pode ser que não a tenha - significando que Vós tendes tirado a minha posição, e não preciso me preocupar com isso. Portanto, quando sei que a causa da miséria está dentro de mim, então não fico frustrado, nem egoísta. Serei respeitoso, grato a Deus sempre, mesmo em tempos de grande perda. "Oh Deus, Vós tendes algum proposito com isto, e Vós tendes tirado o que Vós tendes me dado". Essa será a atitude de uma pessoa que sabe que a causa da infelicidade está dentro dele.


Diz-se também em Sanathana Dharma, "Qualquer que seja o sadhana que pratique, qualquer prática espiritual que leve a cabo com este falso "eu", nunca lhe levará ao seu destino. Ela nunca lhe levará à meta. Só vai ser uma luta constante. Um exemplo simples: como você encontra um gato preto, que é inexistente, numa noite escura? Não há nenhum gato de forma alguma. Primeiro de tudo, você acha que há um gato preto, e você está buscando-o numa noite escura. Assim sendo, buscar um gato preto inexistente numa noite escura é uma loucura. Portanto, meus amigos, vamos entender isso: esse que sofre e esse que é miserável é o falso "eu" não, o verdadeiro "eu".


"Choro." Quem é que chora? O falso "eu" chora, mas não o verdadeiro 'eu'.


"Sou muito egoísta." O falso "eu" é muito egoísta, mas não o verdadeiro “eu”.


"Sou dominante e poderoso." Este é o falso "eu", não o verdadeiro "eu"


"Estou deprimido e frustrado". Este é também o falso "eu" não, o verdadeiro “eu”.

Portanto, meus amigos, essa consciência é a realidade. Esta consciência do "eu" real é muito necessário, porque o que quer que você faça com o falso "eu" é inútil. É algo como escrever sobre a superfície da água. Tudo o que você escreve sobre a superfície da água não permanecerá. Tudo o que você escreve na areia na praia não se manterá. Da mesma forma, para que o nosso sadhana seja cumprido, para que o nosso sadhana seja bem sucedido, conheçamos o verdadeiro “eu”. Vamos ter primeiro o conceito e, em seguida, a consciência do “eu” real, por isso a nossa vida é para ser espiritualmente significativa, cheia de propósito e frutífera.

OS Pensamentos devem ser RETIRADOS

Essa coisa toda pode ser explicada de uma forma, meus amigos. Primeiro de tudo, há essa consciência original, e disso surgiu o pensamento de mim. Então veio a mente que deu à luz a tantos pensamentos, que finalmente se manifestaram por suas ações. Então, no alicerce, no fundo, existe essa consciência.


Então, o que deve ser feito agora? Os pensamentos devem ser retirados. A retirada dos pensamentos é a meditação. O que quero dizer? "Não-mente" é estável, a qual é possível pela meditação. Então, vejo que você está livre de pensamento e que a mente está passiva. Isso significa que o “eu”-ismo se foi, ou seja, o falso "eu" se foi e esse novo "eu" fica totalmente imerso, totalmente mergulhado, totalmente afogado nessa consciência. O falso "eu" se afogou no verdadeiro “eu”. Portanto, o falso "eu" deverá ficar profundamente mergulhado na consciência. Ramana Maharshi chama de percepção, ou consciência. O falso "eu" deve ser retirado, mergulhado no coração - o coração espiritual. Pela retirada da mente, é possível sair da miséria ou a expressão do falso "eu".

Então, qual é a solução imediata? Como tenho que iniciar este processo? Primeiro, deixe-me entender cantando Seu nome (japa), cantando o Seu nome (bhajans) e pela meditação (dhyana). Deixe-me começar a sentir essa consciência do “eu” real. Então, o que acontece no processo de japa, ou repetição do nome de Deus, no processo de cantar o Seu nome, ou bhajans? A coisa mais imediata é que vamos além do nome e da forma. Mas estamos dentro do sistema de nome e forma. Enquanto você estiver dentro desta estrutura de nome e forma, é o falso "eu". O verdadeiro “eu” está além do nome e da forma. Ele é sem nome e sem forma. E esse estado pode ser experimentado inicialmente por japa (repetição de Seu nome) e dhyana (meditação).

Então o que acontece? Quando você está sem nome e sem forma, nesse estado cantando alto os bhajans, fazendo japa repetidamente, ou pela meditar constantemente Nele, o nome e a forma são perdidas. Quando o nome e a forma são perdidos, a mente torna-se diluída, a mente torna-se fraca, a mente torna-se estática, a mente torna-se passiva, e a mente torna-se inerte, calma e livre de pensamento. Essa é a experiência da percepção do verdadeiro "eu". A experiência do “eu” real é o estado de sem nome e sem forma; é a retirada da mente. Esse estado de não pensar é algo que nós, como buscadores espirituais, devemos entender.


Aqui vai uma advertência, meus amigos. Baba nos disse recentemente e em muitos dos Seus discursos que, enquanto você se ater a um nome e uma forma, você nunca vai conhecer a realidade! Você deve ir além do nome e da forma. Então, e somente então, vocês vão experimentar a realidade; só então saberão o que é o verdadeiro “eu”.

O Sadguru não LHE abandonará até que alcance à META

Agora, existem dois pontos que gostaria de chamar a sua atenção. Meus amigos, deixe-me lembrá-los que todos somos escolhidos por Deus, todos somos escolhidos por Baba. Vocês não escolheram Baba! Deixe-me ser muito claro sobre isso. Vocês ainda não O escolheram. Ele escolheu vocês. Então, qual é a diferença entre a escolha exercida por vocês e a escolha exercida por Baba? A diferença é esta: quando o guru ou o Sadguru lhes escolhem, Ele não vai deixar vocês até vocês alcançarem seus objetivos. Não! Ele se empenhará de modo que alcance a sua meta. Ele se dedicará a fim de que vocês sejam bem sucedidos.

É como uma mãe carregando o filho nos braços. Quando o guru escolhe você, ele vai levá-lo ao sucesso, a realização. Por outro lado, se você escolheu o seu guru, é responsabilidade sua e não dele. É como uma criança a pé, pegando a mão da mãe. A mãe tem dois filhos agora. Ela carrega um no braço, e ela está guiando o outro, pegando pela mão. A criança pode soltar a mão da mãe e cair. Isto é semelhante a um discípulo escolhendo um guru. Enquanto a outra criança, levada pela mãe nos braços, é como o Sadguru escolhendo um discípulo - a sua segurança e seu sucesso estão garantidos.

DESFAÇA-SE DE TODAS vasanas

Mas estejamos sempre alerta, como um cão de guarda. O cão de guarda não permitirá que ninguém entre na casa. Ele permitirá somente que o proprietário entre em casa. Ele permitirá apenas aquelas pessoas conhecidas, mas não todos. Deixe que nossa mente seja um cão de guarda. Deixe que conheça os erros da vida. Deixe-a identificar os pontos fracos da vida. Deixe-a farejar as armadilhas da vida, a fim de que sejam lentamente abandonadas.


Temos vasanas, como estava dizendo há pouco. Vasanas são as tendências e traços ou hábitos da vida passada. Aqui, nesta vida devemos nos livrar de todos esses vasanas, de modo que não restem nenhum vestígio da vida passada. Vasana-kshaya: será completamente descartado. Isso é o que faremos quando a mente é um cão de guarda e não um escravo. Então o que acontece? A vida é uma questão de prazer. A vida é uma questão de experiência. A vida é feliz.

Quando o verdadeiro “eu” é experiementado, você é corajoso. Um exemplo simples: um homem possui um carro, e ele pára num shopping. Ele sai de seu carro para fazer algumas compras. Quando ele sai de seu carro, ele não vai chorar porque o carro é diferente dele. Ele está no carro, ele está dirigindo o carro, e então no shopping, ele desce do carro. O carro é o corpo, mas o "eu" é o Si Mesmo real. Então ele está no carro, e pode sair do carro. Eu não tenho nenhum medo da morte, porque saio do carro (o corpo). Estou no carro durante a viagem, e saio do carro ao chegar ao meu destino.

Portanto, seja corajoso; alguém deve saber que o corpo é o carro, e o “eu” real é o proprietário. Mas se você pensa que é o carro, é o falso "eu" que é o problema. Lembre-se, você diz: "Meu carro”, então você não é o carro. Portanto, para não ter medo, a consciência do verdadeiro "eu" é necessária. Então, desaparecerá totalmente o medo da morte.


Portanto, todo sadhana é um esforço para voltar-se para o interior. Toda nossa busca espiritual, toda nossa indagação espiritual, significa voltar-se para dentro e distanciar-se do falso "eu". Devemos estar cada vez mais perto da realidade. O verdadeiro "eu" é feliz, não-dual, e espiritual. Esse é o propósito da vida humana e da espiritualidade. Que Deus lhes abençoe, e Sai Ram!



OM



Asatho Maa Sad Gamaya

Thamaso Maa Jyotir Gamaya

Mrthyormaa Amrtam Gamaya



Samastha Loka Sukhino Bhavantu

Samastha Loka Sukhino Bhavantu

Samastha Loka Sukhino Bhavantu



Om Shanti Shanti Shantihi



Jai Bolo Bhagavan Sri Sathya Sai Babaji ki Jai!

Jai Bolo Bhagavan Sri Sathya Sai Babaji ki Jai!

Jai Bolo Bhagavan Shi Sathya Sai Babaji ki Jai!



Thank you. God bless you.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

CURA RECONECTIVA

A Cura Reconectiva é uma forma de cura que está aqui no planeta pela primeira vez. Reconecta-nos com a plenitude do universo, assim como nos reconecta à plenitude do nosso Ser e a quem de fato somos, à nossa essência, não apenas através de um novo conjunto de freqüências de cura, mas de uma “banda larga” totalmente nova.

A Cura Reconectiva funciona através de uma partilha de “luz e informação” e trabalha em todos os aspectos do nosso ser, físico, mental, emocional, incluindo o sistema energético humano, bem como em outros níveis dos quais ainda não temos conhecimento.

A existência e a veracidade destas novas freqüências de cura foram demonstradas claramente na prática, mas também em laboratórios científicos. Estas freqüências de cura evolucionárias chegam-nos através de uma “largura de banda” trazida via um espectro de luz e informação. É através da Cura Reconectiva que somos capazes de interagir com estes novos níveis de luz e informação, e é através destes novos níveis de luz e informação que somos capazes de nos reconectar. É novo, é diferente, é real e é qualquer coisa que pode passar a fazer parte de nós.

O objetivo da Reconexão é reconectar-nos à plenitude do universo, conseguindo um suporte alargado de forma a expandir o nosso caminho de vida apartir do momento em que a Reconexão é recebida.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Matrix - Amit Goswani O Universo Holográfico

"O conceito matemático de Matriz [Matrix, em inglês] consiste em uma
ordenação adequada de símbolos
[normalmente números] no espaço. Em duas dimensões, essas ordenações
são chamadas de 'linhas' [na horizontal] e 'colunas' [na vertical]".
Somos emanações divinas presentes eternamente no infinito AGORA.
Tudo que observamos são nossas criações mentais.
Tempo e espaço são conceitos ilusórios que criamos, formando uma
prisão, que podemos chamar de 'Matriz'.
A única verdade é o Amor Infinito - todo o resto é ilusão.
Vamos aos detalhamentos:

1. Hologramas são projeções de energia ou 'luz' que parece, ao
observador, ser uma forma de 3 dimensões, mas na realidade são uma
série de códigos e padrões de onda que apenas geram a ilusão de 3D
quando um laser emite sua luz sobre esses hologramas.
Toda a realidade dos 5 sentidos é uma ilusão holográfica que apenas
existe de uma forma 'sólida' porque o cérebro/mente humana faz com que
se aparente desta forma. O mundo 3D de paisagens, mares, edifícios e
corpos humanos, apenas existe nessa forma quando nós olhamos para ele!
Se não ele é uma massa de campos vibratórios e códigos.
No filme Matrix, a Matriz é representada, vista de fora, por uma série
de números verdes e códigos, enquanto que do interior ela é vivenciada
como o tipo de mundo em que nós pensamos que vivemos - montanhas,
ruas, pessoas etc. Esta é uma boa analogia.

2. Nós não enxergamos com os nossos olhos, nós enxergamos com o nosso cérebro!
No caminho dos olhos até o córtex visual, região cerebral responsável
pela 'fabricação' da visão (gnosia visual), os lobos temporais editam
e reconstroem até 50% ou mais da informação original que entra através
da retina e nós apenas 'vemos' o que o cérebro, com todas as suas
realidades condicionadas, decide o que ele está vendo.
Em 'O Universo Holográfico', Michael Talbot conta-nos que nos anos '70
seu pai contratou um hipnotizador profissional para entreter um grupo
de amigos. Um dos escolhidos para ser hipnotizado foi um homem chamado
Tom e era a primeira vez que ele encontrava-se com um hipnotizador.
O que os hipnotizadores de palco fazem é programar as pessoas para
acreditarem que elas estão vendo algo ou fazendo algo que, na verdade,
não passa de pura invenção. O hipnotizador fez Tom acreditar que
existia uma girafa na sala e mais tarde fez com que comesse uma batata
crua acreditando que era uma maçã. Essas são confirmações de que o
cérebro vê e experimenta o que ele é programado para acreditar o que
ver e experimentar.
Mas a parte mais interessante da história veio quando Tom foi trazido
de volta para o estado de consciência desperta. Logo antes do
hipnotizador terminar o estado de transe formal, ele disse a Tom que
quando ele acordasse ele não seria capaz de ver sua filha, Laura. O
hipnotizador pediu a Laura para ficar em pé de frente e junto do pai
de tal forma que quando ele abrisse os olhos ele estaria olhando no
estômago dela.
Quando perguntaram a Tom se ele conseguia ver sua filha, ele respondeu
que não. Laura se mexeu bastante, mas não deu nenhum resultado. O
hipnotizador se colocou atrás de Laura e segurou algo contra as costas
de Laura. Para ver esse objeto, Tom teria que ver através de sua
filha. O hipnotizador pediu a Tom para dizer o que ele estava
segurando em sua mão e, inclinando-se para frente para junto do
estômago da filha, ele disse: "um relógio".
Foi-lhe pedido então para ler a inscrição no relógio e ele leu.
O hipnotizador confirmou que realmente estava segurando um relógio com
a inscrição descrita por Tom.
A mente de Tom foi programada para acreditar que ele não poderia ver
sua filha e portanto ele não a viu.
Além disso, ele pôde ver o que estava atrás dela.
Como isso é possível? Nós construímos nossa realidade 'aqui dentro' e
não 'lá fora'.

3. Uma afirmação perfeitamente correta é: 'conhecereis a verdade e a
verdade vos libertará'.
Na prática, uma grande parte do que conhecemos é Mentira.
Existem entidades (como os manipuladores reptilianos, draconianos,
"greys" e seus fantoches, além da própria Matriz que nós mesmos
criamos) que nos repassam informações erradas (mentiras!) visando nos
escravizar (retirar nossa liberdade) e nos retirar Poder. Uma das
mentiras mais enraizadas em nós é o nosso conceito (ilusório) de
separação espacial e de tempo.
Comecemos pelo nosso conceito de tempo:
- com o conceito de tempo estabelecido na superfície de nosso planeta
Terra, todos nós podemos praticar um ato posterior ANTES de um ato
anterior, basta cruzar de oeste para leste o 'meridiano do tempo', que
cruza o Oceano Pacífico exatamente na localização oposta ao meridiano
de Greenwich.
Desta forma cria-se uma diferença de tempo entre os atos de quase 12
horas! Que absurdo! Nosso conceito de Tempo é uma tremenda ilusão.
Passado, presente e futuro: ilusão!
Então, como funcionam todas as coisas, sem o conceito de Tempo?
Na realidade só existe o infinito e eterno Presente, o AGORA, com
todos nossos conceitos de eventos passados e futuros ocorrendo no
eterno Agora, em realidades paralelas simultâneas, criadas por nossas
mentes.
É exatamente por causa disso que videntes conseguem 'ver' e 'sentir'
acontecimentos 'passados' e 'futuros': eles estão presentes no Agora!
Reencarnação, portanto, não é um processo de vir e sair deste mundo
com o passar do tempo: é mover-se para dentro e para fora de
diferentes realidades, todas acontecendo simultaneamente.
Ainda não está convencido sobre a ilusão do tempo?
Então considere um dos grandes mistérios que é a predição do 'futuro',
que muitos estudos já provaram ser possível. Um exemplo nesse sentido
é o 'teste da cadeira' proposto pelo vidente holandês Gerard Croiset :
investigadores iriam identificar eventos em salas espalhadas pelo
mundo que não tivessem assentos numerados pré-alocados. As pessoas
sentariam onde quisessem quando elas chegassem ao local do evento. O
investigador daria a Croiset um assento particular para ser focalizado
semanas antes do evento e ele teria que descrever a pessoa que iria
sentar lá durante o evento futuro.
Durante 25 anos Croiset descreveu os ocupantes dos assentos com enorme precisão.
Dra. Jule Eisenbud, professora clínica na Universidade do Colorado,
conduziu um desses testes em 1969. Mais de duas semanas antes de um
evento em Denver, Colorado, Eisenbud contactou Croiset na Holanda e
deu a ele um assento para 'ler'.
Croiset disse que o homem que iria sentar naquela cadeira tinha cerca
de 1.75m de altura e trabalhava na indústria e com ciência. Em seu
trabalho, disse Croiset, ele usava um avental de laboratório que
estava manchado com um produto químico esverdeado. Ele disse que o
homem tinha os cabelos pretos, penteados para trás, uma cicatriz no
seu dedão e um dente de ouro na sua mandíbula inferior. 17 dias
depois, este mesmo homem sentou no assento e Croiset estava correto em
todos os detalhes, inclusive sobre sua altura.
Como isso é possível? O homem 'depois' na cadeira e o homem 'antes',
antes mesmo que ele inclusive soubesse que ele iria àquele evento, não
eram eventos que estavam acontecendo separados por várias semanas:
eram eventos concomitantes na eternidade.
Eles estavam acontecendo simultaneamente. Eram duas realidades mentais
distintas, mas acontecendo no Infinito AGORA!!

4. Uma ilusão só pode controlar você quando você pensa que ela é real.
Quando nós observamos nossas experiências diárias nós estamos olhando
em um espelho de nós mesmos. Portanto, para mudar seu mundo mude a
você próprio.
Não culpe os outros, pois isso é aceitar que os outros têm poder sobre
sua vida e sobre a realidade que você cria.
Não existe nada que não possa ser explicado, uma vez que entendamos
que o Amor Infinito (Unicidade) é a única verdade e todo o resto é
ilusão e que nós estamos criando a ilusão ou tendo a ilusão programada
em nós por acreditar que ela seja real.
Lyall Watson, biólogo e autor de "Supernature", diz ter presenciado
uma mulher Indonésia chamada Tia, uma xamã, conversando com uma
menininha em um pequeno bosque de árvores. Ele olhava a cena de uma
curta distância e ela não sabia que ele estava lá observando. Ela
pareceu explicar algo à garota e um certo ritual de dança e de gestos
começou. Para o espanto de Watson, o pequeno bosque de árvores
desapareceu e, após alguns segundos, voltou novamente. "Num momento
Tia dançava no bosque sombreado; no seguinte ela ficava em pé sob um
sol escaldante", ele disse. "Ela conseguiu 'ligar' e 'desligar' o
bosque várias vezes",
com Watson olhando sem acreditar.
Isto é impossível? Não, não é.
O bosque é uma ilusão holográfica e aqueles que compreendem como o
processo funciona podem se desconectar dessa realidade, o sonho de
consenso que concorda que o bosque existe.
Com Lyall Watson observando esta cena intensamente, foi fácil para ele
tornar-se parte do campo de realidade de Tia e também ver o bosque
aparecer e desaparecer.
Outras pessoas poderiam ter observado isso de uma ilusão de realidade
de consenso e o bosque não teria desaparecido para elas. Isto explica
porque algumas pessoas podem caminhar através de paredes - elas
acreditam que podem e essa torna sua experiência. Elas desconectam
suas mentes e corpos das leis da realidade de consenso que insiste que
isso é impossível. Quando digo 'acreditar', isto é um nível de crença
muito além de qualquer pessoa que apenas diz 'eu acredito'.
Não é crença, é um conhecimento, um ser.
Existe um velho ditado que diz que nós podemos 'mover montanhas'.
Isto não tem um significado literal? Por que não? Se um bosque pode
desaparecer, porque não uma montanha? A montanha é uma ilusão
holográfica e nossa mente controla a ilusão. Por que nós não movemos
montanhas? Nós podemos, mas nós não fazemos, porque nós não sabemos
que nós podemos.
A realidade de consenso, programada, diz que a própria idéia é
ridícula e se acatamos essa realidade, assim é. Porém se criarmos uma
outra realidade que diz o oposto, moveremos montanhas!

5. As 'leis' do mundo dos 5 sentidos podem apenas ser aquilo que nós
pensamos que elas são, e enquanto aceitarmos elas como real nós
estaremos sujeitos às suas limitações.
Da mesma forma, se nós pudermos livrar nossas mentes dessas
realidades, nós não estaremos mais sujeitos às suas 'leis' e
limitações. Isto é o que chamamos 'milagres'.
Quase todos já leram sobre feitos inexplicáveis como caminhar no fogo
sem se queimar, ter espadas atravessadas através do corpo sem se
machucar ou deixar cicatriz, levitação e muitas outras coisas.
Nenhum desses fenômenos é possível para a ciência materialista
convencional, mas isso é simplesmente porque a ciência convencional é
o conhecimento equivalente a um filme do Mickey Mouse.
David Icke conheceu uma mulher que separou um quarto de sua casa para
ser usado por meditadores sérios, meditadores que queriam meditar por
longos períodos sem serem perturbados. Um cara entrou e não apareceu
por muitos dias e ela ficou curiosa para saber se ele estava bem. Ela
pegou um copo de chá para ele e abriu a porta devagarinho. No momento
seguinte o copo se espatifou no chão porque quando ela olhou para ele,
a metade de baixo de seu corpo estava invisível. Impossível? É
possível sim e perfeitamente explicável.
Em 1905, o paranormal Indridi Indridason fazia parte de um projeto de
cientistas eminentes da Islândia no terreno do 'paranormal'. Quando
ele entrava em transe profundo os cientistas viam diferentes partes de
seu corpo desaparecer e reaparecer.
Tudo é possível, literalmente tudo, porque nós somos infinitas
possibilidades. David Icke também conta que uma mulher do Texas lhe
contou que um dia, pela manhã, ela acordou próximo do marido e
encontro-o flutuando a cerca de 1,80m acima da cama, ainda dormindo...
O Dr. William Tufts Brigham, o curador do Bishop Museum de Honolulu,
era um investigador perspicaz do 'paranormal' e seus estudos
envolveram os 'milagres' feitos por xamãs havaianos, ou kahunas.
Ele testemunhou uma delas curar um homem que tinha quebrado a perna
tão forte que pedaços do osso estavam atravessando a pele. A mulher
kahuna 'orou' (pensamento concentrado) e meditou ao lado do homem e
esticou sua perna, empurrando os ossos quebrados. Após alguns minutos
ela disse que a cura estava completa e o homem se levantou e saiu
andando sem nenhum sinal de seu severo machucado de minutos atrás.
Isto é possível porque, na realidade, não existe osso - isso também é
uma ilusão...

6. Um pouquinho sobre o 'carma': a crença na realidade sólida
materialista é fundamental na ciência oficial, assim como a
necessidade de que tudo seja provado através de experimentos que
possam ser repetidos. Cientistas que sugerem explicações alternativas
são jogados no ostracismo ou sabotados, para se defender a 'sabedoria'
existente.
Fundamental para perdermos de vista nossa unidade infinita é a
política oficial da ciência não-alternativa que apresenta o mundo como
partes desconectadas e isto está refletido na própria estrutura da
ciência, com suas especialidades compartimentalizadas, que raramente
conversam entre si.
Mas, quando as crenças dos cientistas estão afetando os resultados dos
experimentos, como a física quântica está cansada de mostrar, de que
valia é este dogma?
Uma partícula subatômica chamada 'anomalon' foi verificada ter
propriedades diferentes em diferentes laboratórios, o que é
equivalente a ter um carro que muda de cor e outras características
dependendo de quem o está dirigindo.
As 'leis' da Ciência apenas se aplicam porque os cientistas acreditam
que sim e, graças ao estado divinizado da Ciência: o que ela decide
que é 'real' torna-se a realidade de consenso.
Mas tudo é uma ilusão.
Tome, por exemplo, a lei básica da Ciência conhecida como 'Lei de
Causa e Efeito', o fundamento da chamada 'Lei do Carma'. Para cada
ação tem que existir uma reação. Isto é verdade - mas apenas se você
acredita que é.
Se você acredita que não é verdade então ela não é!
As pessoas possuem carma apenas porque elas acreditam que elas o
possuem em suas mentes individuais e coletiva.
William Tiller, físico da Stanford University, escreve: 'quando
chegamos nas fronteiras de nossa compreensão, podemos de fato deslocar
as leis de tal forma que nós estamos criando a física enquanto
caminhamos'. Não existem 'leis', apenas possibilidades infinitas.
O que é realidade? O que você pensa que é? Então isso é o que é.
Místicos têm comunicado idas a 'Salas de Saber' em seus mundos
não-físicos e relatado que a Terra é uma 'universidade' espiritual
onde as pessoas vêm para aprender algumas duras lições e trabalhar
seus carmas. Isto é uma total ilusão! 'Você acha que o Infinito tem
que ir para escola aprender algo quando ele sabe tudo que existe para
saber?'.
Sobre o carma, a idéia que você experimenta aquilo que você fez os
outros experimentar, pode-se perguntar: 'Por que teria o Infinito de
experimentar aquilo que ele mesmo fez experimentar?.
A idéia do carma é uma manipulação da Matriz para embasar a crença na
passagem do 'tempo' - é o meu carma de uma vida passada ou eu estou
gerando carma para meu futuro - e para manter as pessoas em um estado
de culpa e de auto-condenação.
'Amor Infinito não julga a si ou pune a si mesmo - estas são ilusões
da desconexão'.
Estas áreas do conhecimento são muito mais subversivas para o sistema
do que simplesmente expor a rede de sociedades secretas ou a agenda
global porque elas oferecem meios que nós podemos pensar de excluir a
agenda e seus valores fascistas de nossa existência e pensar e trazer
uma nova realidade em existência.
Esta é a transição da prisão para o paraíso.
Como toda realidade, a transição tem que acontecer primeiro na mente -
ou, mais certadamente, no coração - e apenas então pode ser
experienciada no mundo 'físico' como holograma manifesto.
Rejeitar a realidade de consenso e criar a nossa própria é a transformação.
É como o conto de Andersen 'A Roupa Nova Do Rei'. A realidade de
consenso era que ele estava vestindo roupas novas lindas, porque a
multidão não queria admitir que ele estava nu. Foi preciso que uma
criança gritasse 'o rei está nu' para quebrar o encanto e propagar o
óbvio.

7. Acredito que todos já tenham ouvido falar do Conde Drácula, não?
É uma ficção, porém baseada em fatos reais, que estão ocorrendo agora
na nossa aristrocracia/realeza (Drácula > Draco > Draconianos = linha
reptiliana "real").
Primeiramente, uma introdução: há uma técnica de controle mental
chamada de Distúrbio de Múltiplas Personalidades (MPD, em inglês).
Isto ocorre quando a mente é fraturada, através de trauma e
programação, em uma série de aparentes 'personalidades' ou
'personagens', cada um com diferentes atitudes, crenças e, até,
diferentes 'idades' ou 'sexos'.
David Icke testemunhou um caso (na sala de um terapeuta) de uma mulher
de 30 anos que manifestou sete distintas 'personalidades' em meia hora
de sessão, incluindo uma de bebê. Cada personalidade tinha seu próprio
nome, antecedentes e características, e cada uma foi trazida à tona,
em seqüência, pelo terapeuta pelo uso de palavras corretas de
acionamento e por códigos. Quando uma personalidade era comutada para
outra,
a face da mulher mudava, inclusive a cor dos olhos e características
da pele (cicatrizes podem desaparecer quando uma personagem substitui
outra como a mente consciente).
A pessoa pode estar doente, em um modo, e perfeitamente saudável no
outro. Mulheres com MPD podem ter diferentes ritmos menstruais com
cada personalidade, e parecerem mais velhas ou mais jovens.
Agora, como é o outro termo para essa transformação instantânea das
feições da face e do corpo?
Mudança de forma ('shape-shifting', em inglês).
Esta é uma das características do Drácula: mudança de forma, assim
como os humanos reptilianos.
Drácula é um vampiro, assim como os humanos draco-reptilianos, que
bebem sangue humano comum, alimentando-se da energia humana. A linha
dos manipuladores está seriamente envolvida em sacrifícios humanos e
em rituais de beber sangue em toda a nossa história. Os registros
sumérios revelam que os Anunnakis, deuses da Antiga Suméria que
igualmente apreciavam o derramamento de sangue humano, eram uma raça
reptiliana.

8. Quando os místicos meditam, antes de executarem um 'milagre', eles
estão se desconectando da realidade de consenso, a mente coletiva, que
diz que o 'milagre' é impossível.
O que não vemos, nós inventamos: nossos olhos possuem um ponto cego,
onde o nervo óptico se conecta ao olho, no meio da retina. Qualquer
que seja o objeto que olharmos, nós não podemos ver nada que incide
naquela parte do olho, mas o cérebro constrói a cena completa usando a
informação disponível e, portanto, preenche o 'buraco' usando para tal
as imagens vindas do outro olho ou recolhidas na memória.
Realidade é apenas aquilo que nós fomos programados a acreditar que é.
Vemos apenas o que estamos condicionados a ver e editamos (eliminamos)
tudo o que contradiz esse condicionamento.
Implantar crenças é tudo o que os manipuladores desejam, pois é
através da crença que nós manifestamos nossa realidade. Geralmente, a
crença cria a Polarização;
polarização = divisão e conflito, divisão e conflito = dividir e dominar.
'Afinal, existe a alma?
E existe a física da alma?
Cada um decide.
Só por diversão, na metáfora das vidas do gato, quanto mais vidas o
gato vive, mais perto de sua eventual morte; com a expansão da física
ela se aproximará da imortalidade'. (Amit Goswami)

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Cura reconectiva

A RECONEXÃO

Padrões e Redes: Tudo na vida, os átomos e moléculas, até mesmo o seu DNA, o planeta, o sistema solar, galáxias, e o universo está estruturado. Originalmente as linhas dos meridianos, algumas vezes chamadas de linhas de acupuntura, em nossos corpos estavam conectados à rede das linhas que circundam o  planeta.  Essas linhas da grade planetária foram projetadas para continuar  a  nos conectar a uma rede muito maior, para fora do planeta, amarrando-nos ao Universo inteiro. Com o tempo,  fomos desconectados destas linhas.
A reconexão traz “novas” linhas axiatonal que nos permite equilibrar e harmonizar níveis únicos de vibração e freqüências para a cura e, finalmente, para a nossa evolução.  Essas linhas axiotonal fazem parte de um sistema circulatório de dimensão  paralela que atrai a energia básica necessária para as funções de renovação do corpo humano, mantendo assim a homeostase, ou seja, a nossa plenitude.
A reconexão é um processo poderoso que traz e ativa essas novas linhas, que permite a troca de luz e informação, a religação do DNA e esta à integração das “cordas” (que ocorrem em simultâneos ou em  paralelos planos de existência).
Tal como acontece com a Cura Reconectiva®, durante  A Reconexão® muitas pessoas experimentam uma grande variedade de efeitos. Logo após A Reconexão® pode ser que temporariamente você se encontre extremamente enérgico ou cansado, ou achar que você tenha desenvolvido uma  excelente capacidade intuitiva. De toda maneira as experiências são sempre pessoais e transformadoras. Assim como aconteceu comigo você certamente vai notar uma mudança. A sua mudança, para realizar com desenvoltura e plenitude aquilo a que você veio fazer na sua vida.

Você é um ser multidimensional, vivendo em um mar de luz

Os cientistas falam do Ponto Zero do campo, os místicos do “mar de luz”.  Ambos são alusivas ao “oceano de energia” em que vivemos, nos movemos e temos nosso ser. Ambos concordam que cada “partícula” neste campo – os seres humanos, plantas, animais, estrelas, galáxias – está conectado com todas as outras partículas.  Não só somos ‘ligados’, como nós somos “multi-dimensional”, ao mesmo tempo, isto é, nós existimos em um amplo espectro de freqüências mais altas e mais finas além de nossa existência tridimensional. Quando reconectados despertamos para as profundezas da Luz que somos, e começamos a estar atentos a estas diferentes dimensões.
A Reconexão é sobre ligar o nosso sistema de rede pessoal de energia (ou seja, linhas de acupuntura e anatomia sutil, incluindo chakras) com o sistema de rede de energia do universo maior. Quando nos conectamos com a rede de energia maior, nós recebemos um influxo de luz e de informação que transforma completamente nosso corpo-mente-espírito.

A Reconexão é um upgrade do seu sistema de forma exponencial.

Imagine sua grade de energia pessoal como “sistema operacional” de um computador.  A Reconexão e Cura Reconectiva são basicamente um upgrade. Novas conexões são ativadas. O DNA adormecido é despertado. Enormes quantidades de novas informações são ‘derramadas’ dentro de você, suas linhas de energia são conectadas as linhas de energia do planeta, que JJHurtak denomina “linhas axiotonal” , seu corpo é calibrado para captar, sintonizar com circuitos das redes de alta frequência, que abrem o fluxo para dimensões superiores. circuitos das redes de alta frequência .
Você se torna capaz, passa a ter condições de receber a luz e as informações que o sistema não foi capaz de receber ou processar antes.

É a sua conexão com o Universo a um novo nível.

É impossível descrever a despertares, saberes, conhecimentos, “ahas! ‘, Conexões ou saltos quânticos no conhecimento que ocorrem quando você recebe, ou são despertados para, mais luz, ou a maior vastidão, sendo que você é.  De fato, a Reconexão é sobre como restaurar a plenitude espiritual. É sobre a liberação ou remoção dos bloqueios ou interferências que o mantiveram afastado de sua perfeição intrínseca. É sobre a reestruturação do seu DNA e sua reconexão com o Universo em um novo nível.
Este é inegávelmente um preciso e poderoso alinhamento energético, com energias ‘sutis’ que não são nada ‘sutis’ em que, assim como aconteceu comigo,  eu vou ter um grande cuidado ao facilitar para você.
As frequências associadas de Luz e Informação como executadas nas sessões são poderosas e reais, como pode ser testemunhado por dezenas de milhares de pessoas em todo o mundo e verificada pelas numerosas experiências científicas já realizadas.
Imagine sua vida fluir sem esforço…
Todo mundo tem um propósito de vida, você  vive o seu? Ou ainda, você conhece o seu próposito de vida?
“Estas freqüências de cura também tendem a expandir a sua consciência e a acelerar a sua evolução pessoal. “
Então? O que é isso? Quais as informações existentes sobre todas essas frequências?
Para poupar algum pensamento profundo ou leitura adicional, você pode simplesmente parar por aqui e simplesmente aceitar que há uma Inteligência Divina sobre nós e por trás de tudo o que existe, é, foi ou será. Doença e cura,  são ambos uma parte do que a Inteligência Divina dispõe dentro de uma variedade infinita de formas e em diferentes momentos da sua vida. The Reconnection® e/ou Reconnective Healing® são parte deste amplo leque de possibilidades da Inteligência Divina que está disponível para que você a experimente, para obter o maior benefício do seu ser, no momento em que você sente que está pronto. Por isso, se ressoar em você, o Universo se moverá para que aconteça.
Hoje em dia sabemos  que tudo é energia e
que esta energia conecta tudo.
Sabemos hoje que, em última instância, tudo é energia – ou de forma diferente de dizer, cordas vibrantes de energia. E nós sabemos que tudo está conectado. A separação entre o corpo, mente e alma não existe.
No entanto, a medicina ocidental tem dificuldade em aceitar a unidade da mente, corpo e alma, e ainda vê e trata o corpo como um sistema estático que está sendo programada pelos genes e executado por produtos e processos químicos. O resultado é a prescrição de medicamentos, injeções e  a remoção de várias partes do corpo para se livrar dos sintomas. Mas o que  dizer sobre os efeitos colaterais?  E o que acontece aos nossos corpos?  E o que acontece com nossas mentes?
************* *************
“Através da troca de luz, energia e informação,
é dado ao corpo, mente e espírito  a oportunidade de retornar ao seu estado natural de plenitude, de vitalidade e equilíbrio da saúde. “
Se todas essas coisas sobre freqüências de Luz, Informação e Cura soam um pouco absurdas e ridículas, então você tem um traço de ceticismo,  e assim como eu fiz, ler este material pode ser uma interessante descoberta. Então, vamos colocá-lo em dia com a informação que  você possa identificar como  um incentivo para ajudar a entender melhor como tudo isso  funciona, como pode trabalhar e ser importante na sua vida.

Vamos começar com o conceito de  Luz e Informação.
Você já sabe que a luz branca contém todas as cores do espectro da luz visível. Cada vez que olha um arco-íris, você vê como é  a luz através de um prisma.  Isto em si é um exemplo simples de luz e informação em que a luz branca contém todas as informações combinadas do que pode ser dividido em partes menores de diferentes cores que você vê a sua volta.
Um passo mais próximo da luz branca em qualquer direção e você entra na luz invisível, ultravioleta ou infravermelho,  e cada uma é capaz de transportar informações de vários tipos. Todos esses graus de luz tem sua própria e única “Frequência”  como assinaturas na escala de freqüência magnético-elétrica conhecida.
Aqui está um exemplo simples de como você pode encontrar isso  o tempo todo. Um feixe de laser está concentrado em uma luz filtrada, feixes quase perfeitamente paralelos  que são muito puros, aproximando-se num único comprimento de onda. A luz do laser pode ser focalizada para baixo a um pequeno ponto, tão pequeno como um alfinete, num único ponto de comprimento de onda, como naquelas mãozinhas das ponteiras laser ou escopos  da espingarda que você vê na TV nos filmes que mostram policiais da SWAT.
Esses feixes de laser podem ser em pulsos ou contínuos para manter várias freqüências e transferir as informações, como nas fibras óptica de cabos telefônicos, comunicações em rede, ou na música que você ouve do seu leitor de CD. Então, pense nisso por um momento, o “som” que você ouve é na verdade  feito de “luz” … Luz com informações,  luz que pode ser visíveis ou invisíveis a olho nu. Luz, informação, freqüência, tanto  pode ser  gerada pelo homem como pelo Universo!
Agora pense sobre isso, um pouco de luz do  diodo emissor de laser com pontos de um feixe de laser infravermelho próximo ao seu disco de CD de música dentro do CD player que tenha informação codificada nele sob a forma de depressões microscópicas ou marcas. Esta informação codificada “representa” o que veio de fora, das mentes e corações de compositores de música e artistas que tem forma física em um outro tempo e lugar, fazendo o tempo e a distância agora ficar sem sentido, exceto para o seu momento individual de experimentá-la. Esses reflexos do feixe de laser alterados agora detém toda a luz e informações que pode ser “de-codificadas” em ambas as vozes e nas músicas que você ouve, resultando em emoções, significados e efeitos muito pessoais atuando sobre você.
Então, da próxima vez que você colocar um CD de música no player ou ligar o rádio, vai perceber que você está experimentando Luz, Informação e Freqüência! Você pode “sentir” a música, e você pode “sentir” os pensamentos e as emoções que despertam em você? Muda o seu humor? Sente mudança  física em seu corpo aumentando ou diminuindo os batimentos cardíacos? Ou liberando hormônios? Estas são novas memórias  sendo criadas agora  enquando você ouve essa música pela primeira vez ? Ou você  pode ter algumas lembranças do passado enquanto escuta? Revivendo a linha anterior: Tudo isso, é Luz, Informação e Freqüência. Coisas  muito poderosas, não é?

Agora, como um CD, seu corpo também tem informação codificada nele na forma de DNA. Seu corpo é o projeto de decodificação do DNA e que agora foi comprovada através da “Epigenética“, que a informação de impressão azul no DNA é escrita e alterada pela Luz  Inteligente, Campos de Informação da Vida  e Freqüências de Consciência, que residem dentro de DNA e não o contrário.
É por isso que as células-tronco colocadas dentro do campo de informação de uma parte do corpo ou de órgãos danificados, ou  colocar células saudáveis em um campo de informações insalubres como o estresse as tornam insalubres, quando colocadas de volta a um campo de informações saudáveis, tornam-se saudáveis novamente. Assim é, e podem ser alteradas pelas Frequências de Luz e Informação de muitos tipos  e de muitas maneiras. Campos saudáveis de Cura Informativa  existem ao seu redor, assim como  as frequências de milhares de televisões, rádio e outros canais de comunicação também existem, o que a pessoa precisa apenas sintonizar-se com a ajuda de um sintonizador apropriado. É por isso acessar as freqüências de Cura da Reconexão assistida com um profissional qualificado da reconexão, pode ser benéfico de várias maneiras.
É claro que qualquer mudança que você venha experimentar através The Reconnection® e/ou Reconnective Healing® não precisa, necessariamente, ser de natureza física. Pode ser espiritual, emocional, ou em níveis de consciência diferentes, ou ainda mais,  podem iniciar movimentos ou comunicações que, em seguida, podem alterar sua vida rapidamente ou ao longo de um período de tempo. Deslocar a rota de um míssil em apenas um grau em qualquer direção e ao longo do tempo ele está em um destino totalmente novo. Assim pode acontecer  com você. Em qualquer caso, qualquer mudança é uma mudança a partir de onde você está, para onde você pode chegar a ser para o seu bem maior. Para aquilo que você veio fazer aqui.
************* *************
Freqüências: Neste exato momento, tudo ao seu redor e através de você contêm todos os tipos de campos de energia e as frequências infinitas. Passando agora diante de seus olhos e do seu corpo estão os  programas do rádio, televisão, conversas  no celular,  raios-x, e uma infinidade de outras freqüências inteligentes, inclusive você.
 Acrescente a isso,  a Física Quântica  que já comprova que a ‘realidade’ do mundo real em que vivemos não é de material físico, embora a percebemos desta maneira. Quando você vai ao microscópio e olha para o átomo, você encontra que realmente  não há partículas físicas existentes como os elétrons, nêutrons e prótons, mas sim, campos de energia inteligente  que momentaneamente entram na realidade , durante o instante em que os percebemos, em seguida, voltam para campos de energia invisíveis. Tudo é energia, e a energia não pode ser destruída apenas transformada.
Na verdade, de fato, cada música a cada vez você já ouviu, cada cadeira, mesa ou outra invenção surgiu em campos de freqüência de energia e de informação na mente de alguém como um pensamento canalizado, que então percebemos como o mundo físico. Todas as coisas ao nosso redor são várias formas de inteligência, campos de energia informacional. Somos como os receptores abertos para o canal do mar infinito de frequências que nós podemos sintonizar. Está tudo lá, tudo acontecendo ao mesmo tempo,  aguardando para sintonizar ou, para que se tenha a consciência.
Em diferentes escalas de tempo em nosso planeta existem diferentes quantidades e tipos de frequências, sejam fabricadas pelo homem ou geradas pelo universo. Cowboys e índios não tinham telefones celulares ou televisores, pois estes dispositivos e freqüências responsáveis por fazê-los funcionar não tinham sido tecnologicamente descobertos nem tinham necessidade de  sua utilização. Agora você vive em uma época diferente e nós estamos saturados destas freqüências geradas pela tecnologia criada pelo o homem. Além disso, nosso planeta está agora em um lugar diferente no sistema solar com outras freqüências disponíveis para o uso em diferentes formas não geradas pela tecnologia, mas pelo próprio espaço que ocupa agora.
Ao redor de todos nós estão vários campos de energia e freqüências cada um com seu próprio propósito e benefício. Alguns vários níveis como do espectro de freqüência eletromagnética é responsável pelas coisas que você vê ou ouve, naturalmente, enquanto outros podem ajudar a proporcionar benefícios na vida da comunicação como rádio, televisão, telefones celulares, internet e muito mais. Freqüências comuns incluem aparelhos médicos de raios-X e infravermelho. Ainda a outras como “Chi” (energia vital) que são acessados por diferentes modalidades de cura, como acupuntura, Reiki, Johrei, Jin Shin, Qi Gong ou Cura Prânica, ou utilizado em certas formas de artes marciais. O ponto é: Certas pessoas que são treinadas na natureza dessas coisas podem proporcionar e canalizá-las para o benefício dos outros para ajudar a melhorar a vida ou as condições de outros. Isso inclui freqüências de cura associada à Reconexão® com os praticantes treinados para usá-las.
Devido a este conhecimento e  uma experiência  facilitada por um Praticante  da Reconexão, você pode se beneficiar de forma única com as Frequências Informativas de Luz associadas A Reconexão®  através de sua sessão de The Reconnection® e/ou Reconnective Healing® . Estas são duas formas diferentes de uso das freqüências de cura que se tornam disponíveis de forma clara  e precisa através de sessões proporcionadas por praticantes treinados e familiarizados com o uso dessas frequências  de maneira individual ou para fins especiais.
As frequências de Luz  e Informação associadas com A  Reconexão ®são exclusivas para praticantes d’A Reconexão®, e talvez um conceito difícil de entender no início, mas isso aconteceria com qualquer das outras frequências que você estivesse se familiarizando, tomando conhecimento com uma primeira apresentação.
Estamos passando da era da compreensão da escala de freqüência eletromagnética para entrar na era da inteligência existente por trás destes campos.
Físicos descobriram que as suas simples observações às experiências sensíveis podem alterar os resultados não apenas pela eles, e apenas a consciência de observação pode mudar a matéria e os resultados. A matéria toma forma a partir de instruções ou informações.
É o tipo do material com que o filme O Segredo foi realizado, e as experiências demostram que estamos todos conectados, e  o tempo/espaço como nós percebemos  não é tudo quanto pode parecer. Considere algumas questões simples como: Qual é a inteligência por trás da mudança das estações, uma germinação de sementes, ou uma célula-tronco de decidir o que se tornou?
De onde é que as instruções invisíveis vêm?
A resposta é que as coisas não começam no corpo físico, e todas as formas de manifestação física são uma expressão da informação através de vários campos de energia inteligente e freqüências canalizadas para todas as formas físicas, inclusive seu corpo, pensamentos e emoções.
As frequências de Luz e Informação associadas com A Reconexão podem ajudar a reconectá-lo ao nível de corpo, mente ou espírito, para refinar as conexões entre suas partes física e  não-física. É disso que este trabalho trata, Reconectando cordas,  reconectando  suportes de Informação e Luz.
Estas freqüências reconectivas são  as que o  Dr. Eric Pearl e seus pacientes experimentaram, resultando em uma variedade de melhorias profundas e única para cada um deles, e é para acessar esta mesmas freqüências que ele treina milhares de praticantes em todo o mundo, para levar o benefício da Reconexão a outras pessoas como eu e você.
Uma coisa que você vai apreciar na Reconnective Healing® – Cura Reconectiva® é que não exige muitas sessões repetitivas . Uma  a três sessões é tudo o que recomendamos e não mais. Quanto aThe Reconnection® -  A Reconexão® , é algo que se faz apenas uma vez em uma vida inteira para realinhar-se.
Embora muitas pessoas experimentem efeitos físicos ou melhorias com este trabalho, algumas podem experimentar sentimentos profundos ou imagens que pode “movê-los” de maneira íntima e pessoal. Às vezes, o significado não é aparente à primeira vista, algumas vezes é revelado através  do tempo com as mudanças na vida de alguém que pode  ou não  ser percebidas no momento em que a mudança interna ocorreu. É por isso que o Dr Eric diz…

“Se você tiver sorte, sua cura virá de forma apropriada, a que você esperava acontecer.

Se você tiver realmente sorte,a sua cura virá de uma forma que você nem poderia sonhar

- aquela que o Universo tem em mente especificamente para você.”

- Dr. Eric Pearl

***

Está pensativo? Chegou até aqui? Então reflita sobre isso:
Magia ou mágica?
Reflita sobre isso …
Como é que  um corpo cheio de elementos básicos como: oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio, fósforo, etc, se reúnem para viver, pensar e funcionar como você faz?
A resposta é: Você!
Como absurdo que possa parecer, quando você pensa sobre isso,  é exatamente o que acontece com a vida humana, desde o nascimento até a morte.
Alguma força vital mística e mágico, alguma imensurável inteligência de energia/frequência/consciência toma conta desses elementos básicos transformando-os em trilhões de moléculas e células que você os leva para a vida toda e, em seguida, em algum momento a deixa. Se não fosse assim, você não estaria lendo isto.
Os trabalhos com Reconnective Healing® – Cura Reconectiva® e /ou The Reconnection® -  A Reconexão® Reconnective Healing trabalha em um nível de luz e informação nos bastidores do que nós somos,  religando todos nós uns com os outros e o Universo com todas as  partes de nós, em que estamos no nosso estado mais puro e mais elevado de ser.

 Karla Kinhirin

Níveis Neurológicos



Há uma hierarquia natural de classificação, (ou níveis diferentes), para as nossas estruturas mentais de aprendizagem, mudança, linguagem e sistemas perceptuais. A função de cada nível é organizar e controlar a informação do nível imediatamente abaixo. Portanto, uma mudança em um nível mais alto necessariamente acarretará mudanças nos níveis mais baixos. O nível de baixo pode, mas não necessariamente, efetuar mudanças nos níveis acima.

Espiritual - Está relacionado com a experiência de pertencer a um sistema que vai além de nós como indivíduos e inclui a nossa família, comunidade e sistemas globais (transmissão). Responde à pergunta QUEM MAIS?
Identidade - Determina o propósito maior (missão) e molda crenças e valores por meio da noção de si. Responde à pergunta QUEM?
Crenças e Valores - Dão reforço (motivação e permissão) que apoiam ou bloqueiam as capacidades. Responde à pergunta POR QUÊ?

Capacidades - São nossos mapas e planos mentais ou estratégias que conduzem e dão direcão aos nossos comportamentos através dos mapas mentais. Responde à pergunta COMO?

Comportamentos - São as ações e reações específicas realizadas no ambiente. Responde à pergunta O QUE?
Ambiente - Envolve as condições externas nas quais os nossos comportamentos acontecem. Responde às perguntas QUANDO? e ONDE?

Técnica Alinhamento dos Níveis Neurológicos

Comece ficando de pé em um lugar onde possa dar cinco (5) passos para trás.

Pense em uma situação difícil em que você gostaria de ter mais escolhas, em que suspeita que não está usando todos os seus recursos, em que você não seja totalmente "você".

Comece pelo AMBIENTE onde você tipicamente experimenta o problema.
Descreva o ambiente.Onde está?Quem está a sua volta?
O que você nota especialmente sobre o ambiente?

Dê um passo para trás. Agora, você está no nível de COMPORTAMENTO.
O que está fazendo?
Pense em seus movimentos, ações e pensamentos. Como seu comportamento se encaixa no ambiente?

Dê mais um passo para trás. Agora você está no nível de CAPACIDADE.
Pense em suas habilidades. Nessa situação, você está apenas expressando uma fracção delas.
Que habilidades tem em sua vida?
Quais as suas estratégias mentais?
Qual é a qualidade de seu raciocínio?
Que habilidades de comunicação e relacionais tem?
Que qualidades tem que lhe servem bem?
O que você faz bem em qualquer contexto?

Dê mais um passo para trás. Reflita sobre suas CRENÇAS E VALORES.
O que é importante para você?
O que acha que vale a pena no que faz?
Que crenças potencializadoras tem a seu próprio respeito?
Que crenças potencializadoras tem sobre os outros?
Que princípios toma como base de suas ações?
Você não é o que faz nem mesmo o que acredita.

Dê mais um passo para trás e pense a respeito de suas personalidade e IDENTIDADE singulares.
Qual sua missão na vida?
Que tipo de pessoa você é?
Obtenha um senso de si mesmo e daquilo que quer realizar no mundo.
Tente expressar isso com uma metáfora - que símbolo ou ideia vem à mente que parece expressar sua identidade como pessoa?

Dê um último passo para trás. Entre no nível ESPIRITUAL/SISTEMA MAIOR.
Pense em como você está conectado a todos os outros seres vivos e tudo que acredita estar além da sua vida.
Tome o tempo que for necessário para obter um sentido do que isso significa para você.
No mínimo, isso diz respeito a como você, como pessoa singular, se conecta a outras.
Que metáfora melhor expressaria esse sentimento?

Leve esse sentimento de conexão com você enquanto entra em seu nível de IDENTIDADE. Observe a diferença que isso faz.

Agora, pegue esse sentimento intensificado de quem você é e de quem poderá ser, com a metáfora que o expressa, e dê um passo à frente para o nível de suas CRENÇAS E VALORES.
Mantenha essa fisiologia do nível de identidade enquanto faz isso.
O que é importante agora?
Em que acredita agora?
O que quer que seja importante?
Em que deseja acreditar?
Quais crenças e valores expressam sua identidade?

Pegue esse novo senso de suas crenças e valores e dê um passo para a frente para o nível de CAPACIDADE, mantendo a fisiologia anterior do nível de crenças e valores.
Como suas habilidades estão transformadas e intensificadas com esta maior profundidade?
Como pode usar suas habilidades da melhor maneira possível?

Mantenha a fisiologia do nível de capacidade e dê um passo à frente para o nível de COMPORTAMENTO.
Como poderá agir para expressar o alinhamento que sente?

Finalmente, dê um passo à frente para seu real AMBIENTE atual.
De que forma é diferente quando traz esses níveis de você mesmo para ele?

Observe como se sente a respeito de onde está com essas maiores profundidade e clareza de seus valores, de seu propósito e senso de conexão.

Saiba que se fosse trazer tudo isso para a situação do problema, ela mudaria.

Publicado em Grupo de PNL Lisboa